Wednesday, July 04, 2007

Por quê?

Insistir na sacralização de templos e lugares, mesmo sabendo que a morada de Deus é a vida, o homem, o coração? As pessoas não são números, nem mesmo seus talentos, são preciosas histórias inéditas, únicas e que jamais se repetirão.

Fortalecer a desigualdade, a hierarquização, a idéia que crentes são melhores que pecadores, como se também não o fossem? Não há um justo, nem unzinho só. Há justificados, gente feita justa, pela justiça louca da insondável graça da Cruz.

Encher a alma, já tão vaidosa, de vaidade, pendurar diplomas, enquadrar vitórias, levantar bandeiras, registrar o aplauso e publicar o êxito? Se a mão esquerda deve estar cega diante dos atos da direita.

Falar, falar, falar e falar? Dominar a língua, guardar a consciência de quem ouve e ouvir com paciência é mais sábio que opinar, e o tolo têm na boca seu pior inimigo.

Querer ter, poder ter o poder, construir um império com seu nome na placa, preferir os títulos e inventar os postos, ser servido e não suportar a contrariedade? O maior de todos serviu a todos, o melhor de todos se fez o pior, para que os piores fossem melhorados.

Há muitas outras perguntas que poderiam ser feitas e tantas outras repostas que caberiam muito bem neste contraste entre a mensagem de Cristo e o comportamento religioso, mas motivo você a terminar esta leitura questionando, perguntando, dessa forma este texto não termina aqui, ele continua no exercício da liberdade de pensar.

As cadeias e celas prendem corpos, mas não limitam mentes.

Saúde e Paz
Fabio Teixeira

3 comments:

MMBelchior said...

puxa, esse resumiu brilhantemente a temática já desenvolvida noutros aqui. ficou bom e mais palavras do que isso é ser seu inimigo jogando lenha pra ver se qualquer chama de vaidade arde com mais força. rsrrs - até daqui a pouco.

Nelson Siqueira said...

Viva a simplicidade do Evangelho de Cristo! É muito bom poder adorá-lo sem a máscara da religiosidade. Lembrando os três Ts: Todo o Tempo somos o Templo...
Paz!

soraya said...

Esse texto foi maravilhosso!!Tudo de bom!!! Mais nada a declarar!!! Soraya.